de medo do escuro
morro de altura então
nem se fala tudo
me assusta um sussurro
e gelo todo silêncio
me arrepia a alma penada
que salta pela janela do quarto
do pânico que entro
com um simples
beijo

Nenhum comentário: